sábado, 21 de março de 2015

POETRIX - OUTONO



Nostálgicos dias

Despetalar de emoções e lembranças


Cair, desprender-se, recomeçar... 


Copyright © 2015 - Todos Direitos Reservados a Marcela Re Ribeiro - Reprodução Proibida




Recebi essa linda interação do meu amigo e grande poeta, Miguel Jacó.


Não fosse o vento forte

a quedar-me inconsequente

eu mudaria meu norte




Recebi essa linda interação do meu amigo e grande poeta, Christiano Nunes.

MORTE APARENTE

Parece que a vida acaba

As folhas forram o chão

Os frutos vêm aí


10 comentários:

  1. Lindo poetrix, ótima lembrança do outono, mesmo com as chuvaradas aí, Sudeste, e tb. por aqui, Nordeste, rsss. Abraço de feliz domingão, cara poetisa, bjs

    ResponderExcluir
  2. Não fosse o vento forte,
    A quedar-me inconsequente,
    Eu mudaria o meu norte.

    Boa noite Marcela, parabéns pelos incisivos versos, aquele abraço, teu fã de sempre,

    MJ.

    ResponderExcluir
  3. Outono,estação de renovação...
    As folhas secas brincam no chão...

    ResponderExcluir
  4. Lindo poema!
    Por isso eu amo o outono!

    ResponderExcluir
  5. Muito lindo, mas lindo mesmo. "MORTE APARENTE /// Parece que a vida acaba // As folhas forram o chão // Os frutos vêm aí". ////

    ResponderExcluir
  6. Belos poemas,belos momentos.Poesia se faz presente com a chegada do Outono.É a Mãe Natureza ensinando que tudo é Mudança.....Parabéns aos Poetas! Deus os abençoe.Meu carinho:Maria Helena

    ResponderExcluir
  7. Excelente! Os tons outonais dos sentires. Luz e paz. Beijo na alma

    ResponderExcluir
  8. Excelente! Os tons outonais dos sentires. Luz e paz. Beijo na alma

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir